DICAS: português correto- questão de cultura!

No dia a dia, ficamos, amiúde, confusos diante de dúvidas em relação à elaboração correta de frases, grafia de palavras etc. Para reduzir tais dúvidas, apresentamos, aqui, nesse espaço, dicas interessantes e de utilidade imediata, que nos ajudam na comunicação, entrevistas etc !

Como e quando usar PORQUE, POR QUE, POR QUÊ e PORQUÊ:

PORQUE – conjunção com o significado de “visto que”…

-Não cheguei a tempo de ver o jogo porque o trânsito ficou ruim!

-Vou comer, agora, porque estou com muita fome!

-A economia viveu grande crise porque os americanos pararam de comprar!

PORQUÊ – substantivo, sempre usado com artigo(o, um) e significa “motivo” “causa”…

-Pode me informar o porquê de seu atraso?

-Falou, falou, mas não deu o porquê de sua aflição!

-Dê-me um porquê para seus argumentos para eu tentar entender a situação.

POR QUE – Usado para se fazer pergunta. Essa expressão é formada pela preposição “por” e o pronome relativo “que”. O pronome relativo pode se flexionar indo para o plural ou tomando as formas de “quais” “cujo” “cuja”…Vem escrito em separado, quando aparece no início da frase ou no meio, conforme os exemplos seguintes:

-Por que essa gritaria ? (discurso direto)

-Por que não respondeu ao e-mail ? (discurso direto)

-Pode me informar por que não telefonou antes ? (discurso direto)

-Não me disse por que se atrasou tanto (discurso indireto)

-Queria entender por qual metodologia pretende evoluir (discurso indireto)

POR QUÊ – Usado para se fazer pergunta como o por que acima detalhado. A principal diferença é que por vir no final das perguntas, no final da frase, ele recebe o acento circunflexo …

-Você se atrasou por quê ?

-O ônibus não tem lugar disponível por quê ?

Campinas – 01.7.2010
Elaborado por Antonio Carlos Vaz de Lima- com formação em Letras Clássicas-USP
Editado por Rafael Garcia Vaz de Lima