ENQUANTO AQUELE EMPREGO TÃO SONHADO NÃO CHEGA…
ALGUMAS SUGESTÕES BEM OPORTUNAS

Diariamente, recebemos mais de 150 currículos de profissionais de todo o Brasil, ansiosos por uma oportunidade, identificando empresas que lhe possibilitem aplicar suas competências e sua vontade de serem úteis!

Ficamos torcendo para que as oportunidades cheguem mais depressa, dando a essa leva de pessoas o espaço para que elas apliquem suas habilidades e invistam suas energias.

A partir da análise de milhares de perfis e de algumas centenas de pessoas entrevistadas nos últimos anos, sentimo-nos em condições de dar algumas sugestões para aqueles que buscam uma nova chance de trabalhar. Com certeza, estar preparado para a hora de uma nova entrevista, ou de um novo desafio poderá ser o diferencial determinante!
As dez sugestões, abaixo, não esgotam o assunto, mas abordam aspectos muito importantes!

REAVALIAÇÃO DA CARREIRA/ PLANEJAMENTO DA VIDA…

Você pode ter perdido o emprego, mas não a vontade de viver!
Você pode aproveitar esse momento e redefinir sua carreira, utilizando-se de tudo aquilo que agregou ao seu perfil nesses anos de trabalho, de contatos, de experiência!

Não perca a oportunidade de conferir o que anda precisando de melhorar em seu perfil, ou seja, quais competências precisa de desenvolver e quais hábitos tem que modificar/mudar!

Lance mão de sua capacidade criativa e tente identificar oportunidades não apenas nas fórmulas tradicionais de emprego formal com carteira assinada, caso sinta que o mercado não está lhe dando o devido valor!
Sua formação; sua experiência; seus contatos; sua determinação , tudo isso poderá ajudar você a rever sua carreira, seu futuro. Como dizem os chineses, num momento de crise, podemos escolher uma das alternativas ligadas a essa situação: desenvolver novas oportunidades ou nos entregarmos ao risco e cedermos ao perigo!
Procure pessoas que já enfrentaram situação similar a essa e peça-lhe idéias e opiniões!

INFORME-SE…LEIA, FIQUE INFORMADO, NÃO APENAS DE FORMA SUPERFICIAL…

Levante informações sobre o mercado, sobre sua área de atuação, sobre a concorrência e sobre possíveis empresas que teriam interesse em contratar você! Pesquise na internet tudo o que puder encontrar a respeito das empresas de sua área de competência; veja as revistas e jornais especializados sobre sua área de atuação, informe-se de maneira detalhada!
Leia livros que ajudem você a ampliar sua capacidade de análise, ou que ajudem você a entender esse momento econômico! Leia livros que o deixem mais motivado, ou que lhe apresentem novas formas de liderar e de manter as pessoas energizadas!

(Se quiser receber uma lista dos melhores livros para ampliar sua visão e atualização, envie-nos e-mail fazendo esse pedido, que temos uma lista interessante atualizada!)

Não se limite a leituras superficiais ou a sínteses e comentários. Seja audacioso e exigente com o seu desenvolvimento!
Se sua habilidade em se comunicar em inglês está limitada a inglês básico ou intermediário, invista nisso. Estude! Dedique-se! Se não tiver condições de contratar uma escola, ou professor particular, seja determinado e estude sozinho, pratique a pronúncia, ouvindo música e vendo filmes em inglês!

EVITE SAIR ATIRANDO PARA TODOS OS LADOS

Escolher empresas que possam se interessar por você e por suas competências é melhor que ficar deixando currículos nas portarias das empresas, nas mãos dos recepcionistas ou vigilantes que não sabem o que fazer com o mesmo!
Enviar 200, 300 currículos para as empresas, sem alguém que possa se interessar pelo seu currículo é perda de tempo! Por isso, tente descobrir pessoas com alguma influência que possam apresentar seu currículo e que digam que você é competente!

Sem ser chato, ou inconveniente procure pessoas que tenham bons relacionamentos e peça a elas que lhe dêem esse apoio e que apresentem seu currículo.

Visite os sites de empregos, cadastre-se, vá atrás.
Não deixe que a síndrome de “ já que” tome conta de seus dia ( já que não está trabalhando, você pode consertar esse liquidificador? Já que está mais disponível poderia me ajudar a fazer uma mudança? Já que está meio folgado pode pegar as crianças na escola?)

CONTROLE SUA ANSIEDADE!

As respostas aos currículos enviados são lentas em relação à expectativa do desempregado! Por isso, é prudente controlar a ansiedade e não cobrar agilidade e retorno rápido, pois cada empresa tem seu ritmo de resposta.
Em entrevistas. a ansiedade faz mal e deixa o entrevistador inseguro em indicar candidatos com essa atitude. As empresas querem profissionais controlados com equilíbrio emocional!

BUSQUE CONTATOS; PARTICIPE DE GRUPOS DE VOLUNTÁRIOS; NÃO SE ISOLE!

O isolamento faz muito mal para quem está buscando emprego.
Mesmo que o desempregado se sinta infeliz; injustiçado; explorado pela empresa, achando que ela sugou suas idéias e energias, é necessário buscar contatos e estar onde houver gente, sobretudo gente que possa dar apoio, sugestões e, quem sabe, uma oportunidade de trabalho, ou a possibilidade de receber um currículo e levar para alguém que possa ajudar!

Conheço pessoas que conseguiram se recolocar, logo depois de terem começado a trabalhar como Voluntários numa ONG ou numa Associação. Nesses lugares, há sempre alguém com cargos mais elevados, que também, estão atuando como Voluntários, que irão tentar ajudar o desempregado dedicado, proativo e colaborativo!

MIRE-SE NO EXEMPLO DOS PROATIVOS E VENCEDORES!

Diz o ditado que Deus nos abre um porta quando nos fecham uma janela…Isso mesmo, muitas vezes, precisamos de perder o que temos para termos coragem de buscar coisas melhores!
Se estivermos desempregados, precisamos de nos inspirar em pessoas vencedoras, evitando as influências das pessoas negativas; essas nos fazem mal e nos tiram nossa energia! Já foi dito que em situação de desespero e de lágrimas, há quem ganhe dinheiro vendendo lenços!
Não importa quantas vezes as pessoas caem, mas sim quantas vezes elas se levantam e dão volta por cima!

DESENVOLVA SUA ESPIRITUALIDADE!

Ter um emprego não deveria ser a única, ou a principal forma de nossa segurança!
Somos maiores e mais importantes que nossos empregos! É comum vivermos em função de nossos empregos e quando os perdemos sentimo-nos abandonados, isolados no mundo!
Nossos Valores e nossos Princípios podem nos ajudar a superar esse momento. Assim, a Persistência, ensinada pelos nossos pais, pode nos ajudar a ir em frente em busca de alternativas, não nos deixando desanimados diante de um não! A amizade, sempre ensinada, como importante em nossa vida poderá ser uma boa saída! Além desses aspectos que aumentam nossa capacidade de ir frente, há outros valores que alimentam nosso espírito, tais como: a Integridade; Honestidade; a Força de Vontade; O Respeito pelas Pessoas; o Reconhecimento, a Gratidão; a Sabedoria; a Confiança em Deus e sobretudo a Fé!

ACHE SENTIDO PARA SUA VIDA!

Quantas pessoas se reergueram depois de um acidente, ou depois da perda de entes queridos. Somos capazes de desenvolver alternativas, quando enfrentamos os problemas com coragem e determinação. Somente os fracos ficam lamentando, chorando pelos cantos. Os fortes buscam soluções onde outros só visualizam problemas. Se não está conseguindo achar um emprego vá ajudar alguma instituição, como voluntário, não se entregando ao fracasso!

AMPLIE SEU NETWORK, FAÇA SUA REDE DE CONTATOS FICAR MAIS FORTE!

Muitos, quando perdem seu emprego, descobrem que eles têm poucos contatos, gente a recorrer seja para solicitar apoio ou para encaminhar seu currículo.
Há muitos anos se comenta que a maioria das vagas é preenchida através de indicações e apresentações (QI), mas na prática muita gente só percebe isso tardiamente, quando sai à cata de uma nova recolocação.

Campinas, 20.10.2010
Antonio Carlos Vaz de Lima
animarh@terra.com.br